Santigo & Cintra
Trimble
Spectra
senseFly
Parrot
Pix4D
Dji Enterprise
Fique por dentro das novidades:
loadingEnviando...

Como trabalhar as bases cartográficas

Como trabalhar as bases cartográficas

Com a disseminação de tecnologias que utilizam dados espaciais, bem como o incentivo do governo federal para melhora no controle das informações georreferenciadas, tem-se observado uma crescente demanda no uso, elaboração e atualização de bases cartográficas. As bases cartográficas podem ser utilizadas em trabalhos utilizando Drones, estações Totais, receptores GNSS, dentre outros instrumentos para representação da realidade em cartas.
 

Mas o que são as bases cartográficas?

Tecnicamente, a Norma Brasileira NBR-14.166 define “Base Cartográfica” como “Conjunto de cartas e plantas Integrantes do Sistema Cartográfico Municipal que, apoiadas na rede de referencia cadastral, apresentam, no seu conteúdo básico, as informações territoriais necessárias ao desenvolvimento de planos, de anteprojetos, de projetos, de cadastro técnico e imobiliário fiscal, de acompanhamento de obras e de outras atividades que devam ter o terreno como referencia.”.

Ou seja, como o próprio nome informa, é a base para representar uma superfície no sistema de informações, dessa forma é muito importante que seja bem especificada, tenha normas, seja bem executada e controlada, para que trabalhos de geoprocessamento e cadastro possam ser construídas em uma representação precisa e atualizada do espaço.
 

Segundo o CONDER (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia), bases cartográficas “São o conjunto de dados geoespaciais matriciais e vetoriais de referência do mapeamento sistemático topográfico, em pequenas e grandes escalas, do Sistema Cartográfico Nacional – SCN, necessários para a produção das Cartas Gerais. São estas que proporcionam informações genéricas de uso não particularizado e devem possibilitar a geração de dados passíveis de serem integrados a outros produtos de conjuntos de dados geoespaciais. Desta forma, gerando um produto que contém as representações dos acidentes naturais e artificiais da superfície terrestre, em escala e de forma mensurável, apresentando as posições planialtimétricas destes acidentes.” (https://www.informs.conder.ba.gov.br/bases-cartograficas/ - acesso em 19/06/2019 às 10:25).

 

Classificação de Bases Cartográficas

Tratando-se de cartografia para Municípios e áreas urbanas, as bases cartográficas podem ser classificados em dois tipos:

  • Cartas cadastrais: Executadas em escala de 1:2000 ou 1:1000, mostram os limites físicos das propriedades e suas construções, executadas em grande escala através do levantamento aerofotogramétrico ou orbital.
  • Ortofotocartas: Também executados na escala 1:2000 ou 1:1000, representam uma imagem aérea vertical onde as distorções são eliminadas transformando a projeção cônica em projeção ortogonal, e retificadas para um único Datum altimétrico.

 

Principais segmentos às bases cartográficas

principais-segmentos-as-projecoes-cartograficas

Os principais segmentos associados às bases cartográficas são os dados de cadastro relacionados a glebas ou lotes, quadras e logradouros com informações obtidas a partir de levantamentos cadastrais de imóveis, infra estrutura urbana, atividades comerciais, equipamentos e serviços públicos e informações sócio econômicas.

Portanto, são utilizadas para levantar informações do terreno que servirão como estudo prévio em diversos segmentos:

  • Engenharia Civil
  • Mineração
  • Ambiental
  • Agricultura
  • Arquitetura
  • Avaliação e Estudos Imobiliários
  • Gestão Pública
     

Como podem ser geradas bases cartográficas com Drones?

como-podem-ser-geradas-as-bases-cartograficas-com-drones

Ortofotocartas, como explanados acima são bases Cartográficas e podem ser geradas através de Drones.

Os Drones, dentre os quais podemos citar a linha eBee da Sensefly, realizam o sobrevoo da área de interesse e registram imagens/fotos que após processadas e tratadas geram diversos produtos, tais como:

  • Ortomosaicos
  • Ortofotomosaicos
  • Modelos Digitais de Terreno (MDT)
  • Modelos Digitais de Superfície (MDS)

 

Para saber mais sobre este e outros assuntos, acompanhe nosso blog ou entre em contato e fale com um de nossos especialistas.

Santiago e Cintra
Santiago e Cintra

Há mais de 38 anos no mercado, a Santiago & Cintra é líder em todas as suas áreas de atuação, representando no Brasil as maiores e melhores marcas mundiais de Geotecnologias.